Entenda como saber se a taxa de juros é abusiva!

Quando é preciso recorrer a empréstimos, financiamentos e outras modalidades de crédito, uma preocupação comum entre os consumidores é como saber se taxa de juros é abusiva ou se está adequada ao mercado.

Realmente, esse é um cuidado importante, já que interfere nos valores pagos pelo contratante e evita prejuízos. Porém, mesmo que esse assunto seja bastante comentado, é normal ter dificuldades para identificar se a taxa de juros é adequada.

Se você tem dúvidas sobre o assunto, continue a leitura deste post para aprender o que são juros abusivos e como identificá-los para garantir os seus direitos!

O que são juros abusivos?

São considerados juros abusivos aqueles que estão acima da média praticada pelo mercado financeiro. Essa informação é publicada todos os meses pelo Banco Central, considerando as taxas das instituições financeiras em cada período.

Ou seja, é preciso fazer uma análise técnica do assunto para verificar se realmente existe um excesso de cobrança nas taxas. Vale lembrar que é comum que o valor total pago ao término das parcelas seja elevado, portanto, esse fato isoladamente não configura a abusividade dos juros.

Como saber se taxa de juros é abusiva?

Existem alguns cuidados que devem ser observados antes de assinar o contrato para saber se a taxa de juros é realmente abusiva ou se está dentro da normalidade do mercado. Conheça os principais!

Analise o contrato

Essa dica vale para qualquer contrato: antes de assinar, leia atentamente todas as cláusulas para entender quais são as taxas aplicadas, os juros propostos e o custo efetivo total (CET). Se alguma informação não constar no documento, peça informações para a instituição e solicite a inclusão dos dados.

Considere as demais taxas

Um problema comum nos contratos de empréstimo e financiamento acontece quando, apesar de as taxas de juros serem baixas, existem outras cobranças repassadas para o consumidor que aumentam o valor total do negócio.

Então, analise todas as taxas incluídas no contrato e faça o cálculo para verificar se os valores estão adequados. Você pode encontrar ferramentas na internet ou procurar um profissional para auxiliar nessa tarefa.

Pesquise as taxas de outras instituições

Outro cuidado importante é comparar a proposta recebida com as de outras instituições. Mesmo que elas variem, diferenças muito grandes podem indicar a abusividade. Contudo, é fundamental analisar todos os detalhes do contrato para fazer um comparativo correto.

Uma vantagem dessa prática é que você também conseguirá encontrar as melhores propostas, garantindo um ótimo custo-benefício ao adquirir crédito com a instituição financeira.

Procure um profissional

Interpretar todas as cláusulas do contrato e fazer os cálculos pode ser um pouco complicado para quem não atua na área. Portanto, diante de qualquer dúvida, consulte um advogado especialista no assunto.

Além de auxiliar na análise da taxa de juros, ele também poderá indicar as medidas adequadas para solucionar o problema, mesmo nos casos em que o contrato já foi assinado. Fazendo isso, você garante a defesa de todos os seus direitos.

Então, este post esclareceu como saber se taxa de juros é abusiva e como agir nessas situações? Lembre-se de que é fundamental ter atenção a todos os detalhes do contrato para que os seus direitos não sejam violados.

Se você quer aprender mais sobre os direitos do consumidor nos contratos com instituições financeiras, aprenda agora o que diz a lei sobre as fraudes bancárias!



Deixe uma resposta